quinta-feira, outubro 13, 2011

a solidão do cão abandonado

a solidão do cão abandonado é uma mistura pungente de puro medo, tristeza sem fim e uma perplexidade sem medida porque o cão foi concebido por pequenos deuses da natureza em comunhão com os homens do principio do Tempo dos Homens, que misturaram as sementes múltiplas dos primeiros cães de onde nasceram todos os outros, sem nunca lhe retirarem a marca genética que é amar a humana criatura de forma incondicional. Seja qual for a sua forma.
Um cachoro abandonado é uma traição à natureza do ser cão e um insulto à natureza do ser homem.
É uma vilania que esventra o transgressor onde não lhe dói, porque não o tem. O coração.
A solidão do cão abandonado é uma tatuagem infamante no rosto do transgressor. Só ele parece não a ver porque nasceu humano por acidente.
É muito possivel que tal não lhe volte a acontecer.
Enviar um comentário