sábado, junho 23, 2012

A floresta dos lilazes

Já tinha saudades de estar no Boas Notícias de que um calendário muito apertado -- entrega e correção de originais -- me afastou durante um mês. Regressei agora com memórias de infância, a propósito de uma pergunta que um aluno me fez, durante um encontro com leitores da minha coleção juvenil «O Mundo de André» pelas escolas no norte do País.
Um extracto da crónica:

«E sim, tive memórias fundadoras na leitura, como decerto todos nós.
O que me leva aos fundamentos do ser. À infância. Às primeiras letras, aos primeiros encantos e viagens e transfigurações que a leitura não só nos permite como estimula e incentiva. Sem isso seríamos infinitamente mais sós e mais pobres.

E é assim que dou por mim na Floresta dos Lilases.
Para ler mais:
http://boasnoticias.clix.pt/noticias_Tempo-dos-milagres-A-Floresta-dos-lilases_11583.html


Enviar um comentário