domingo, abril 03, 2016

Sim! Temos mais um cão! A Lasse.

A Lasse estava à minha espera na montra de uma loja de velharias/antiguidades e livros em segunda mão que calha serem quase todos novos. Muitos até aparecem nesta montra antes de saírem para o mercado. Por exemplo, ainda a minha Imperatriz Isabel de Portugal aguardava o dia de vir a lume, numa apresentação maravilhosa na Casa dos Bicos, e já havia exemplares (dois) à venda nesta loja de bairro. Ainda Moçambique para a Mãe se lembrar como foi estava em vésperas de lançamento na Bicaense, e já marcava presença, em destaque, na mesma montra. Eu sabia destas movimentações por alguém muito próximo que, com  grandes mostras de indignação, me fazia chegar fotos desta «pouca vergonha». Mas que fazer, se, em termos de edição, os livros não são (ainda) numerados? Por outro lado, estas actividades demonstram que são objectos de desejo de modo que, e com desvios aparentemente tão residuais, é melhor deixar andar. 




Lolita meets Lasse

Porém há encontros do destino, e a Lasse, genuinamente old and used e  vintage a olhar-me da montra, tinha de entrar na nossa vida. É um Puro Loiça, como lhe chamou a minha querida amiga Inês de Sousa Real. E fica muito bem com os outros habitantes de quatro patas que invadiram os nossos corações, casa e vidas.  


Timóteo meets Lasse
Maia não quer saber 

Enviar um comentário