quarta-feira, janeiro 31, 2018

Maria Adelaide Coelho da Cunha - história de um amor (quase) impossível

O que se faz quando se está tanto tempo de costas voltadas para o nosso bloque predilecto? Atalhando motivos, vou directa ao assunto: estou de volta aos livros (quase) a tempo inteiro. E a Bertrand Editora deu-me uma grande alegria ao decidir relançar em edição revista um livro que esgotou depois de várias edições e de um grande sucesso editorial. Para nosso grande espanto e alegria, a obra está a ser muito acarinhada em termos mediaticos. Um grande artigo na Revista Máxima de Fevereiro; sete páginas no Notícias Magazine de 30 de Janeiro, uma entrevista na Time Out... e não fica por aqui. Aliás, já está traduzido e vai ser em breve lançado no mercado francófono por Le Poisson Volant.









Enviar um comentário